ESPIRITUALIDADE E SECULARISMO NA ATUALIDADE

Jeová Rodrigues dos Santos, Djalma Ribeiro

Resumo


INTRODUÇÃO

 

Rogo-vos irmãos através das misericórdias de Deus que apresenteis (infinitivo aoristo ativo – “de modo contínuo”) os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável para Deus, o culto racional de vocês. E não sede conformados (imperativo presente passivo) com esta Era, mas sede transformados/transfigurados (imperativo presente passivo) pela renovação (marca impactante) da vossa mente para vocês provarem (presente ativo) que a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita” (Rm 12.1-2).1

 

O tema deste artigo é bastante pertinente frente à busca pela espiritualidade nos dias de hoje, e a crescente secularização da religião. É possível vivermos uma espiritualidade bíblica nos dias de hoje? Como realizar tal coisa em meio a tantas tentações? Como viver a vida cristã numa cultura firmada no lucro a qualquer preço, na exploração e na coisificação do ser humano, no individualismo e na indiferença?

Atualmente tem-se falado muito sobre espiritualidade em nossa cultura, e isto não apenas no âmbito religioso, como também nas “buscas humanas” (BOFF, 2006, p. 10), e até mesmo na área empresarial. Porém, a nossa preocupação é verificar até que ponto o conceito de espiritualidade difundido na sociedade hodierna se assemelha ao conceito cristão de espiritualidade, ou se não tem nada a ver com o mesmo. E também, com base no conceito cristão de espiritualidade, destacar os reais desafios que um cristão de uma autêntica espiritualidade tem de enfrentar diante deste mundo completamente secularizado.

1Tradução parafraseada e grifos: prof. Dr. Jeová Rodrigues dos Santos.


Texto completo:

PDF